Travessuras ou gostosuras?

Tiririca, Netinho, Dilma. Com certeza o que nos reserva esse Dia das Bruxas é travessura!

Neste último 31, consolidamos as nossas más escolhas. O que começou em 3/10 com 1,2 mi de votos para um palhaço provavelmente analfabeto (ainda será verificado pelo TSE), terminou ontem com a eleição de Dilma Roussef cuja ficha criminal desapareceu misteriosamente. Afinal, quem daria falta de um papelzinho feito durante a ditadura e que é guardado pelo nosso governo em sigilo?

Ainda não sei porque os documentos da ditadura são guardados em sigilo! Mas deve ter realmente muito o que esconder. Será que o passado da futura presidenta é um desses segredos? O Lula tem sido tão ditador com os meios de comunicação que não me surpreenderia uma ordem dele nesse sentido.

O mais interessante de todos os fatos é a vitória do PT justamente nos estados com maiores índices de pobreza e projetos assistencialistas. Outra coisa que muito me chamou a atenção foi a quantidade de votos para Deputado Federal em estados como Piauí, Pará. Com a maioria de eleitos sendo parte da coligação PRB / PP / PDT / PT / PHS / PSB / PC do B. (Fonte: http://divulgacao.tse.gov.br/#)

Começo a temer a ditadura PT. Ou ninguém pensou que uma pessoa sem passado político e portanto sem força popular – 100% apoiada na popularidade Lula ao ponto de angariar mais de 50% dos votos – é um títere que será substiuído nas próximas presidenciais? Ninguém pensou mesmo que em 2014 será Lula contra PSDB novamente? E que se a Dilma vence, certamente o Lula vence. E teremos mais 8 anos de Lula. Isso não me é estranho. Como começou a ditadura Vargas? Ninguém mais se lembra.

Deixe que os ignorantes comemorem essa eleição como uma vitória feminista. Eu tenho vergonha de ser mulher e ser representada como brasileira pelo governo PT.

Não me orgulho de estar inserida numa massa de ignorantes que nem posso culpar. Talvez se eu passasse fome, temeria também o fim do Bolsa Família. Mas deixo o assunto da compra de votos para outra oportunidade.

Anúncios

Sobre Carol Borges

Publicitária formada e linguista em formação. Interessada em tudo o que é arte, assim, de maneira bem subjetiva mesmo.
Esse post foi publicado em OPINIÕES. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s