Desilusões

Observando finais de relacionamentos alheios, eu percebo como as desilusões amorosas fecham portas para novos relacionamentos. Cada namoro terminado, cada decepção, cada mentira contada, reduzem a capacidade de confiar no outro e de ter esperanças. E o que era feliz, aventureiro e ousado no amor, torna-se frio, ausente e indesejável. Queremos correr menos riscos.

Eu não quero chegar a esse ponto. Tenho medo de ficar magoada, machucada e desiludida, mas o meu medo maior é passar por isso tudo e perder a minha capacidade de amar. Eu quero me entregar, quero me envolver, quero amar e quero ser amada sem me preocupar em ser enganada.

E se nada disso for possível, eu quero nunca parar de esperar. Porque a perspectiva de um amor romântico e maravilhoso me faz querer seguir em frente, construir, conquistar. A minha motivação para escrever é o amor. O amor que eu sinto pelas pessoas, pelos meus gatinhos, por mim mesma e por escrever.

Eu não quero me enclausurar na dor. Não quero nunca parar de sonhar e de planejar. Eu quero esperar dias melhores, enquanto fico louca estudando pra provas e adiantando trabalhos para poder viajar. Fazendo um único post na semana e sempre sobre o mesmo assunto.

Mas pode-se dizer que isso não é sobre amor, é sobre o não-amor.

Anúncios

Sobre Carol Borges

Publicitária formada e linguista em formação. Interessada em tudo o que é arte, assim, de maneira bem subjetiva mesmo.
Esse post foi publicado em REFLEXÕES. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Desilusões

  1. disse:

    Tudo que é sobre o não-amor é sobre o amor. :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s